Robinho fez várias funções táticas na equipe (Marcio Menezes / America Rio)

22/09/2017
Robinho e America: um doce encontro fora dos planos

Dia 24 de maio de 2017. O Nova Iguaçu acerta um importante reforço já visando a temporada seguinte: o meia-atacante Robinho, oriundo do Resende. Três dias depois, porém, a novidade da Laranja Iguaçuana aporta, por empréstimo, no Giulite Coutinho. O jogador tornara-se um dos integrantes do grupo que iria buscar um 2018 mais promissor para o America.

Esse “relacionamento inesperado” virou um namoro especial para ambas as partes. Robinho é um dos destaques da equipe rubra e ajudou o Mecão a assegurar o retorno à Série A do Estadual.

A chance de defender o America foi, fato, surpreendente para o canhoto, que participou de 16 dos 23 jogos da campanha até aqui, com 1.160 minutos em campo.

- Não havia nada em vista quando acertei com o Nova Iguaçu. Jânio (presidente do Nova Iguaçu) conversou com o Gilberto (ex-gerente de futebol do America), que me trouxe para cá. Não me imaginava aqui, mas hoje estou muito feliz por fazer parte dessa história.

Quando chegou ao America, Robinho – que aos 27 anos só havia vestido duas camisas diferentes antes da rubra – já via em ação praticamente todo o grupo que tinha sido formado para a competição. Achar seu espaço era um desafio, assim como buscar a vaga na elite.

- Depois de muito tempo no Nova Iguaçu e no Resende, cheguei aqui. Um clube com história, é bem diferente. Havia novos companheiros também. Me apresentei uma semana antes do início do campeonato com o grupo já formado, tinha de ficar bem fisicamente. Estou muito feliz, eu precisava muito de uma conquista. Graças a Deus nós alcançamos esse acesso.

Apesar da sequência de jogos puxada desde a rodada final da Taça Corcovado, com a permanente pressão por resultados e situações adversas, Robinho garante que o time ainda tem lenha para queimar em busca do título estadual.

- Tem, com certeza. Desde o meu início aqui nada foi fácil, a gente não teve vantagem em nada, ou estávamos perdendo uma partida ou não podíamos empatar outra. Agora, porém, temos de ter um gás a mais por valer taça e para coroar tudo aquilo que a gente construiu aqui no America.

Reapresentação<\b>
Após um justo dia de descanso após comemorações do tão sonhado acesso, os atletas se reapresentaram no Estádio Giulite Coutinho na tarde da última quinta-feira.

Os titulares fizeram um trabalho regenerativo na academia e a outra parte do elenco participou de um treino técnico, comandados pelo auxiliar técnico Ney Barreto e pelo preparador físico Felipe Venturin.

O primeiro jogo da decisão da Série B1 do Estadual, na qual o America receberá o Goytacaz em Mesquita, acontece na próxima terça-feira, às 20h30.





COMPARTILHE: