Zagueiro está de volta depois de sete anos (Marcio Menezes / America Rio)

13/11/2017
Zagueiro Ciro Sena vibra com o retorno ao America

Quando o elenco americano se apresentou para o início da preparação para o Estadual 2018, doze jogadores novos desembarcaram no Estádio Giulite Coutinho. Um deles, porém, era bem familiarizado com o local, onde viveu grandes momentos. Pouco mais de sete anos separam a saída e o retorno do zagueiro Ciro Sena ao America. O xerife está de volta, e muito feliz.

- Fiquei lisonjeado pela lembrança do meu nome, até porque eu nunca mais deixei de acompanhar o America desde minha primeira passagem. É um clube pelo qual tenho um carinho muito grande e fui muito feliz, espero fazer história novamente, agora com novos companheiros. Estou muito contente com esse retorno.

São 28 jogos pelo Mecão, com três gols e dois títulos. Viveu as agruras da Segundona em 2009 e teve várias felicidades em uma mesma temporada: conquistar o acesso, marcar gols que valeram título e dividir o campo com Romário. Na Série A, no ano seguinte, integrou o Mecão que fez seu melhor papel nos últimos dez anos, com o quinto - atrás apenas de Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco - e o título do Torneio João Ellis Filho.

Dentre as ótimas lembranças em um ano com a camisa rubra, porém, a do jogo com o Artsul é a que fala mais alto.

- Todo o grupo sabia da importância daquele jogo, da importância de todos nós podermos entrar para história do America. E tinha também a volta do Romário aos gramados depois de um bom tempo. Todos os holofotes estavam voltados para ele, mas papai do céu me presenteou com os dois gols do título, Foi um momento mágico e único pra mim - destaca, relembrando a partida que deu ao Mecão um título depois de 27 anos.

Em 2010, o bom resultado deu ao America uma vaga no Campeonato Brasileiro, o último disputado pelo clube. Alcançar feito semelhante é um sonho possível, mas que só se materializa a partir de muita dedicação.

- A nossa intenção é essa mas sabemos do desafio que teremos nessa fase preliminar. Estamos trabalhando com muito foco e afinco para nos classificarmos e, consequentemente, irmos atrás desses objetivos que serão muito importante para o clube.

Cuca fresca
Experiência, segundo o próprio Ciro, vem do "amadurecimento com as decepções e com o sucesso". Essa vivência, intensificada nestes últimos anos com passagens em clubes tradicionais e de torcida, como Remo, Fortaleza e Botafogo-SP, dá sabedoria ao atleta para encarar várias situações, como a habitual pressão da oriunda da arquibancada rubra.

- Penso que o torcedor tem que cobrar sim, de forma pacífica, independente do momento que o clube vive. E procuro trabalhar forte para que nos jogos eu possa corresponder as expectativas.

Além de Ciro Sena, o Mecão tem nomes de perfis bem distintos para a zaga: jogadores tarimbados como Pessanha e Rafael Morisco, e jovens promissores como Lucas Gama e Reis.

- Vejo com muito bons olhos esta mescla. Tem de se valorizar a categoria de base e o professor Lucho tem uma vasta experiência. Vai saber o momento certo de lançar estas promessas.

- Departamento de Comunicação - AFC




COMPARTILHE: