Jogador se profissionalizou no Botafogo (Marcio Menezes / America Rio)

04/01/2018
Meia-atacante Davi é a nova arma ofensiva do Mecão

Foram pelo menos três semanas de bons treinamentos que agradaram a comissão técnica e fizeram do meia-atacante Davi, 27, o novo reforço do America. O jogador teve hoje o nome registrado na CBF e na Ferj e agora tornou-se, de fato, a novidade no elenco rubro.

Davi foi um dos destaques do 7 de Abril na campanha do acesso na Série C do Campeonato Carioca, mas sua carreira não reúne apenas passagens por clubes menores. Ele fez toda a categoria de base no Botafogo e atuou no Americano. Fora do país, esteve em clubes nórdicos - da Noruega e da Islândia.

- Cheguei no intuito de mostrar meu trabalho. Tive minha primeira chance no jogo-treino com o Nova Iguaçu, fui bem, e a porta se abriu para assinar meu contrato. Hoje posso brigar por meu espaço e pensar em ajudar o America.

Subir da quarta para a primeira divisão de uma vez foi algo realmente especial para o jogador, que tem pedigree rubro.

- Uma alegria incomensurável. Não tem nem como explicar, o salto foi muito grande. Além do mais, há o prazer de voltar ao clube onde comecei, como mirim, em 2003. Muito feliz de voltar a vestir essa camisa.

Davi sabe, no entanto, que chega ao America num momento de pressão por resultados. A responsabilidade não o impressiona o jogador, que revela sua fé em vitórias rubras até o fim da Fase Inicial.

- Acredito muito que ainda é possível avançar, minha confiança é de 100%. Há muita qualidade no nosso grupo e o sentido coletivo está muito forte. Fizemos bons jogos, mas como o Lucho (Nizzo) frisa, precisamos de mais entrosamento. Até aqui, houve propostas mais defensivas que trouxeram pontos e nós, com um perfil mais ofensivo, ainda não conseguimos.

Davi já está apto a ser utilizado e está à disposição do treinador para os próximos compromissos do Mecão.

- Departamento de Comunicação - AFC