Volante é peça importante no time rubro (Marcio Menezes / America Rio)

15/02/2018
Sub-20: Capitão Franck exalta superação da equipe americana

O volante Franck está radiante. Afinal, o time sub-20 do America é líder do Grupo B e dono da melhor campanha do Estadual (10 pontos em quatro jogos). A confiança depositada no jogador tem sido traduzida pelo atleta em dedicação ao trabalho, que até agora dá frutos mais do que especiais.

Fazer frente aos quatro grandes, donos de maior poderio financeiro e estrutura, é motivo de orgulho para Franck. A superação de vários obstáculos é razão justa para a exaltação do trabalho, mas ele segue consciente.

- Temos de comemorar sim, mas, não podemos esquecer que ainda não ganhamos nada. O America tem uma história incrível e agora temos que pensar no próximo jogo. Trabalharemos com firmeza para dar continuidade a esse excelente trabalho - lembrou, antes de exaltar alguns percalços do caminho.

- A comissão técnica fez com que todos pudessem acreditar que o America tinha essa capacidade de superar qualquer sentimento de "inferioridade". E a sensação é muito gostosa, porque só quem faz parte desse trabalho sabe o que passamos para chegar até aqui. Temos um ótimo exemplo de guerreiro que é o nosso treinador Ney (Barreto), que deu treino até em cadeira de rodas, embaixo de chuva.

Do lado de fora
Na última vitória, contra o Botafogo, Franck não atuou devido a uma cotovelada sofrida no empate com o Fluminense e que lhe rendeu uma intervenção dentária. Felizmente, viu a equipe manter o bom nível das atuações. Ficar fora de um clássico, porém, não é nada confortável.

- Foi extremamente complicado, mas eu ainda não estava 100% para jogar. America e Botafogo foi um jogo muito especial e nervoso pra mim. Era um jogo de seis pontos, até porque o Botafogo era a sensação do campeonato, melhor ataque, líder do grupo e da classificação geral. No intervalo, o professor pediu para que alguém fosse para o outro lado da arquibancada. Não pensei duas vezes e saí correndo para estar ali do lado, apoiando, dando instruções aos meus companheiros. E com uma partida heroica conseguimos a tão sonhada vitória, batendo um gigante.

A confiança no trabalho de Franck é tamanha que já rendeu atleta a responsabilidade de ser o capitão da equipe.

- Ser capitão desse clube é uma honra e representa a confiança no meu comportamento dentro e fora de campo. Sou um cara sério e humilde, procuro ajudar a todos. Sempre quando vejo algum companheiro cabisbaixo tento motivá-lo da melhor maneira - destacou.

O foco de Franck e dos companheiros está voltado para o Madureira, rival do próximo sábado e que tem apenas dois pontos a menos que o Mecão na tabela.

- Vai ser um duelo difícil, sem dúvida. Eles têm por característica sofrer poucos gols. Estamos trabalhando intensamente esses dias para superar outro grande rival e trazer mais três pontos.

- Departamento de Comunicação - AFC