Volante chegou ao clube há poucos dias (Marcio Menezes / America Rio)

04/06/2018
Araruama exalta a qualidade encontrada no elenco americano

O volante Araruama já se sente em casa no Mecão. Ele, que chegou ao clube há 11 dias, ainda não estreou com a camisa rubra, mas já acompanhou de perto duas partidas: a vitória sobre o Barcelona e o empate com o Artsul.

Experiente na disputa da Série B1, a qual já disputou pelo Olaria, ele faz uma análise que é condizente com o atual rendimento do America no campeonato, no qual o time tem 100% como mandante e trouxe pontos das partidas nas quais jogou como visitante.

- A Série B1 é uma competição muito difícil, que exige concentração e comprometimento em todos os jogos. Se conseguirmos fazer os resultados positivos, principalmente dentro de casa, iremos longe. Lembrando que é muito importante pontuar fora.

Araruama já havia trabalho com alguns jogadores desse elenco (o goleiro Filipe e o volante Pará são dois exemplos), o que ajudou na adaptação ao clube. Apesar do pouco tempo de convivío, já foi possível analisar o grupo do qual faz parte.

- O grupo é muito bom, tem jogadores de alta qualidade e com futuro enorme pela frente. Temos tudo para alcançar os objetivos do clube. Espero poder ajudar com minha experiência a conseguirmos esse acesso. Feliz em poder estar defendendo um clube de tradição como é o America.

O jogador vivia ótimo momento no Atlético Itapemirim (ES), clube que defendia pelo segundo ano seguido. A sua versatilidade no meio-campo agora está à disposição do técnico Luizinho Lemos, que ganha mais uma opção para fortalecer o seu grupo.

- No Atlético eu vinha atuando em duas posições diferentes no meio. Cada treinador tem um estilo de jogo. Portanto, na função tática que ele julgar melhor para equipe, eu estou a disposição. A melhor função é aquela que você se compromete a fazer - explicou o jogador, disposto a aplicar no America os aprendizados obtidos na passagem pelo Espírito Santos, na qual obteve um título estadual e uma final de torneio regional.

- Um grupo unido com os mesmos pensamentos nos leva a lugares altos. Não se ganha títulos de qualquer maneira. Se tivermos todos os suportes extracampo, isso facilita o desenvolvimento da equipe dentro de campo. Precisamos fazer do América uma nova família - filosofou.

- Departamento de Comunicação - AFC