Goleiro (C) participou do coletivo de sexta (Marcio Menezes / America Rio)

12/11/2018
Deola totalmente focado em chegar à melhor forma

O goleiro Deola, tal como seus companheiros de America, trabalhou intensamente neste primeira semana de atividades, sempre ao lado do preparador Sérgio Bertolaci e do companheiro de posição, Filipe. O goleiro recém-contratado chegou na quarta feira e já foi para o campo. Neste sábado, inclusive, treinou sozinho na academia. Tudo isso é para estar no melhor da forma no menor tempo possível.

- Tava louco pra treinar. Eu já tinha conversado com o Sérgio por telefone antes de chegarmos. Nunca trabalhamos juntos, mas já conhecia o trabalho dele. Expliquei pra ele em que patamar físico e clínico eu estava e ele afinou a programação com o Felipe (Venturin, preparador físico). Preciso melhorar a parte física e de força do joelho, mas as atividades já tem reunido o útil ao agradável, já exercitando a parte cardiorespiratória e a resistência, mas tudo com bola, ganhando etapas. Os profissionais que estão no America têm impressionado positivamente, há muita qualidade por aqui.

A determinação do goleiro se explica pela oportunidade de vivenciar, com uma nova camisa, todas as emoções e desafios que o futebol proporciona. No Mecão, neste Estadual que se aproxima, já há logo de cara uma tarefa desafiadora, que é avançar na disputa da Fase Preliminar e chegar ao confronto com os rivais tradicionais.

- O frio na barriga, a sensação boa de entrar em campo, é o que nos move. O dia que não tiver mais isso será a hora de parar. Pretendo aproveitar ao máximo a carreira. Se perder isso, eu paro. Quando você tem objetivos e almeja algo a mais, esse friozinho, a adrenalina, é o que te ajuda a alcançar as metas.

Aos 34 anos, Deola já vestiu camisas importantes do futebol brasileiro e se vê, mais uma vez, como atleta de um clube de tradição, dono de torcida apaixonada. A cobrança comum nesses quadros não assusta o jogador.

- A cobrança é importante, temos que sempre estar em alto rendimento, afinal, somos contratados pra desempenhar um bom trabalho e aqui no America não é diferente. Tenho mais de 100 jogos pelo Palmeiras; além de passagens por Guarani, Vitória, Fortaleza... Então, hoje eu assimilo bem isso e encaro com naturalidade. Antes, mais novo, eu sempre queria responder o que entendia como injusto. A cobrança com conhecimento é sempre muito bem vinda - destacou Deola, que assumiu ainda conhecer pouco dos rivais que o Mecão enfrentará na Fase Preliminar, mas demonstrou fé na filosofia de trabalho da diretoria.

- Eu ainda preciso saber um pouco mais como os outros clubes estão, essa é a minha primeira passagem no futebol carioca. Porém, olhando para o nosso grupo, sei que o time campeão da B1 era forte e muitos atletas permaneceram. Isso é um ponto muito favorável pra gente numa competição de tiro curto. O importante é procurar vencer e alcançar três vitórias o mais rapidamente possível, pois isso nos deixará bem perto da classificação.

O America estreia no Estadual no dia 22 de dezembro, sábado, contra o Americano, fora de casa.

- Departamento de Comunicação - AFC



COMPARTILHE: