Ney Barreto segue à frente da equipe (Juliana Oliveira / America Rio)

15/03/2019
Sub-20: Renovado, America estreia no Estadual contra o Botafogo

A equipe sub-20 do America inicia neste sábado a sua trajetória no Campeonato Estadual. No CEFAT, que fica em Várzea das Moças (Niterói), o rival da estreia será o Botafogo, às 10h. No banco de reservas, estará novamente o técnico Ney Barreto, que inicia um novo ciclo com a garotada rubra de olho em voos ainda mais altos do que aqueles dados na temporada passada.

Em 2018, pode-se dizer que o saldo foi positivo, com notória evolução em relação a anos anteriores. A equipe jogou duas vezes o Campeonato Estadual, com um sexto lugar na Série A (com direito a presença na semifinal da Taça Guanabara) e o vice-campeonato na B1. No Torneio Otávio Pinto Guimarães, o time passou com segurança pela fase inicial e terminou entre os oito melhores.

Caras novas
Em campo, quem acompanha o time sub-20 verá um onze bem renovado em campo. Boa parte do time do ano passado, nascido em 1998, estourou a idade para a categoria. Jogadores mais jovens ganharão a oportunidade de mostrar sua qualidade.

- Nós realmente temos uma geração muito promissora chegando. Tal como no ano passado, criamos um grupo paralelo com atletas que acabaram de subir para mantê-los no clube e se acostumarem na categoria. É um time com uma característica diferente, mais forte fisicamente. O time do ano passado tinha a velocidade como marca. A ideia, porém, é a mesma: jogar ofensivamente, como o America faz - destacou Ney, que destacou algumas peculiaridades do trabalho com o sub-20.

- Essas diferenças nas características dos atletas tornam fantástico o trabalho do treinador. Como as peças mudam a cada ano, você tem o trabalho de escolher os melhores, segundo o seu julgamento, e, a partir daí, buscar o modelo de jogo de acordo com o perfil das peças que se tem à disposição.

Desafio
Ney admite que os clássicos têm as suas peculiaridades e revela que estudou bastante o rival da estreia.

- Clássicos são diferentes, fato. São times muito fortes, que têm calendário cheio, jogam campeonatos nacionais e internacionais, e captam atletas no país todo. Minha equipe terá de ser inteligente, madura e sagaz para vencer. Quanto ao Botafogo, estudamos bastante a metodologia de jogo e sabemos da capacidade do adversário. Vamos lutar pelos três pontos - garantiu, antes de lembrar que as dificuldades não se resumem ao encontro com os quatro clubes de maior investimento.

- Precisamos lembrar que, entre os outros times, há otimas equipes, como o Volta Redonda, que brilhou na Copinha, o Nova Iguaçu, que sempre forma belas equipes, o Madureira, o Bangu... O clássico tem glamour, é super motivante, mas todos jogos pedirão intensidade alta para buscarmos os três pontos.

O treinador ainda destaca a necessidade da efetividade nos clássicos.

- Na teoria, a diferença entre esses times e os outros está na qualidade técnica. Por isso, o clássico pede extrema concentração. Quando pinta a oportunidade, você tem de converter. Eles (os adversários), pelo lastro, não falham quando podem marcar. Sem um grau de concentração alta, você não aproveita as suas chances no jogo, que nem sempre são muitas.

Invicto na pré-temporada
A preparação teve cinco confrontos externos e o bom desempenho do time neles reforça a fé em uma boa participação. O America venceu Bangu (6x2), AJS (6x0), EC Resende (1x0) e Madureira (1x0), além do empate com o Vasco (1x1), no último duelo, há uma semana.

- Fizemos uma programação pensando de forma crescente. Durante esse período o elenco realizou cinco jogos-treinos, cada adversário com uma característica diferente. Começamos com um nível mais lento até chegar o nível ideal de uma estreia – explicou Barreto.

- Departamento de Comunicação - AFC







COMPARTILHE: