Argentino tem se empenhado nos treinos (Marcio Menezes / America Rio)

24/03/2019
Em casa: Sosa comemora retorno ao clube e carinho dos torcedores

A paz no olhar e o sorriso no rosto de Matias Sosa não deixam dúvidas: o argentino se sente muito bem no America. De volta ao primeiro clube que defendeu no futebol brasileiro, o meia iniciou os treinamentos com os companheiros na última segunda-feira. Sua adaptação é tão boa que nem parece que já se passaram três anos da primeira passagem do jogador pelo Mecão, na qual jogou oito partidas, encantou, e fez um gol, em bela cobrança de falta, em vitória no clássico contra o Bangu, por 3 a 2.

Os outros sinais da identidade construída vêm das redes sociais. Lá, Sosa recebe muito carinho do torcedor americano, confirmando que, apesar do curto período em que vestiu a camisa rubra, os laços criados foram realmente sinceros. E de ambas as partes.

- Estou muito feliz de estar no America. Os torcedores sempre me ofereceram muito carinho desde que cheguei. Estou muito agradecido a todos eles, que fazem com que eu me sinta bem e me deixam com muita gana de devolver todo esse apoio rendendo bem dentro de campo.

Mas a dúvida principal do torcedor é até natural: como é que chega Matias Sosa ao clube depois deste período considerável? Para o jogador, isso só será revelado dentro das quatro linhas.

- São três anos de mais aprendizagem e experiência. Espero poder transmitir tudo isso dentro de campo, onde me sinto mais à vontade. Eu e meus companheiros esperamos alcançar todos os objetivos que temos com o America - destaca o jogador, que estava na Itália, onde não jogou devido a entraves na documentação, e terá dois meses para chegar ao condicionamento ideal.

- Estou bem, mas sei que posso estar melhor e estarei com os treinamentos. Temos dois meses até a estreia e estarei 100% até lá.

Novos tempos
Em sua primeira passagem no Mecão, Sosa jogou a Série A do Estadual, com direito a duelos clássicos contra Vasco, Fluminense e Bangu. Agora, porém, as batalhas são outras. A obrigação de alcançar as metas na B1 e na Copa Rio torna-se ainda maior.

Para o argentino, é essencial que todos encarem esse favoritismo.

- É uma responsabilidade que temos de assumir e estamos nos preparando para dar o melhor nas duas competições - ressaltou o jogador, que também não teme os campos acanhados que terá de encarar.

- Pelo Cipoletti (clube de Sosa na Argentina), joguei em muitos campos pequenos. Neles, há de se ter atenção especial à segunda bola e, principalmente, nas jogadas de bola parada.

A estreia do Mecão na Série B1 acontecerá no dia 25 de maio, contra o Nova Cidade, no Estádio Joaquim Flores, em Nilópolis.

- Departamento de Comunicação - AFC