Renato já trabalha com o elenco (Marcio Menezes / America Rio)

06/06/2019
Entrevista: Renato Carioca fala sobre o desafio de assumir o comando da equipe

A tragédia que nos tirou o técnico Luizinho Lemos na última segunda-feira deixou uma ferida aberta em toda a família americana. No entanto, é necessário seguir em frente e buscar, no campo, todos os objetivos para os quais ele trabalhava. Neste sábado, em Itaboraí, a batalha recomeça e o Gonçalense é o primeiro adversário.

A escolha delicada de um substituto foi efetuada pela direção americana na última terça-feira: Renato Carioca é o novo treinador. Conhecedor profundo do America, formado na base do clube, o ex-jogador rubro já vinha sendo peça importante na integração do departamento de futebol como supervisor técnico. Agora, em nova função, terá o desafio de levar o Mecão às metas amplamente divulgadas: o acesso na B1 e o título da Copa Rio.

Renato, porém, não se esquiva da tarefa. Ele promete muito trabalho, valoriza o planejamento que vinha sendo executado e destaca a relação especial com Luizinho, a quem tinha como um irmão desde meados da década de 1980.

Site oficial: Renato, o que te fez aceitar esse desafio num momento tão difícil pra todos os americanos?

Renato: O que estamos vivendo é realmente muito difícil para todos nós, clube e torcedores. Conversamos muito e achamos melhor manter o planejamento iniciado há três meses. Trazendo um treinador novo agora, teríamos de mexer em tudo o que foi planejado. Neste momento, precisamos pensar no America em primeiro lugar.

Qual será a importância do prof. Lemos, como auxiliar-técnico, na condução do grupo ao seu lado?

Lemos é extremamente importante, tanto pela sua experiência como pelo seu conhecimento. Nossa comissão técnica está em plena harmonia, muito unida.

E o emocional do grupo? Como trabalhar isso e trazer todos de volta ao ritmo de competição?

Não tenho como negar que todos sentiram esse golpe duríssimo. Todos nós tivemos uma semana terrível. Porém, sabemos da nossa responsabilidade e do profissionalismo que temos de ter acima de tudo. Nunca vamos esquecer do Luiz, mas vamos transformar essa dor como motivação para nossa luta.

Você tem um bom elenco em mãos. Pretende fazer alguma mexida entre os titulares?

Começamos muito bem o campeonato e vamos manter o time num primeiro momento. Faremos mexidas só se houver necessidade. Contamos com todo o plantel, porque o campeonato é duro.

Luizinho era um grande amigo seu. Que lições ele te deixa para seguir em frente nesse desafio?

Nós éramos como irmãos. Aprendi muito com ele, tanto no início da minha carreira como supervisor técnico nestes últimos meses. Com Luizinho, entendi que temos que lutar sempre, contra todas as adversidades da vida. Ele sempre foi um guerreiro em tudo.

Renato, deixe um recado para o nosso torcedor.

Gostaria que soubessem, que estamos trabalhando muito para levar o America onde ele deve estar. O apoio de todos será muito importante, para que o objetivo seja alcançado. Vamos em frente!!!

- Departamento de Comunicação - AFC




COMPARTILHE: