Pedrinho e Babi têm 16 gols na B1 (Marcio Menezes / America Rio)

16/08/2019
Força ofensiva é trunfo rubro contra defesa pouco vazada do Duque

O Mecão enfim voltará a campo no próximo sábado. Pela frente, o Duque de Caxias, adversário com ótimos números defensivos na Série B1 do Estadual, com apenas três gols sofridos. Mais um ótimo desafio para todo o time treinado por Ney Barreto, cuja vocação ofensiva rubra é inegável. Em 12 jogos, foram 23 gols até aqui, com média de quase dois gols por partida.

Promessa de um ótimo jogo e um desafio extra para a dupla de ataque do Mecão. Em dez jogos no campeonato, Pedrinho marcou dez vezes, com a excelente média de um gol por partida e a artilharia da competição. Babi balançou as redes em seis oportunidades na B1 (sete na temporada pelo Mecão). E mais: todas as vezes que marcaram no mesmo jogo, o America venceu.

O bom entendimento da dupla não é surpresa para Pedrinho e foi explicado com clareza pelo camisa 11 do Mecão.

- Sim, esperava (o bom entendimento). Como o Ney pede pra nós, atacantes, pra sempre jogarmos um próximo do outro, eu creio que temos uma mesma leitura de jogo e isso vem dando muito certo. Espero que continuemos assim, ajudando o America - destacou Pedrinho.

A estreia na Taça Corcovado, com vitória sobre o Serrano por 2 a 1, fora de casa, será seguida por novo duelo difícil no campo do adversário. Um novo triunfo pode significar não só os três pontos, mas deixar claro que as pretensões do time no returno são as mesmas da Taça Santos Dumont.

- Até pelo que fizemos no primeiro turno todos os times vão querer ganhar da gente. Porém, não podemos relaxar. Temos de ter o mesmo foco e a mesma determinação do primeiro turno, até porque ele já passou! Agora vamos em busca de mais um objetivo, sempre com humildade e pés no chão - reforçou o jogador.

O duelo com o Duque de Caxias acontecerá às 15h, no Marrentão.

- Departamento de Comunicação - AFC


COMPARTILHE: