Deola foi um dos grandes pilares do time na temporada (Foto: Juliana Oliveira/AFC)

03/07/2020
Deola passa a limpo a temporada do clube e projeto o futuro da equipe

Depois de meses de um campeonato intenso, o Carioca está chegando ao fim para o America. Neste sábado, dia 04/07, às 15 horas, a equipe encerra sua participação diante do Nova Iguaçu, no Giulite Coutinho. No America desde 2018, o goleiro Deola foi um dos pilares do Mecão durante toda a campanha. Em um bate-papo, o jogador avaliou a temporada do clube, falou sobre o dia do jogo contra o Americano, as jovens promessas da base e mostrou confiança no futuro da instituição.

Qual foi a sensação do time após o jogo contra o Americano?

– Então, foi um grande alivio, diante de todas as circunstancias, de uma pandemia que suspendeu os dois últimos jogos que faltavam, quando iriamos disputar a partida decisiva contra o Americano dois dias depois da paralisação. Tinha uma ansiedade por parte de todo mundo para saber o que aconteceria. Foram dias tensos, porque sabíamos da responsabilidade. Mas, graças a Deus, deu tudo certo e conseguimos cortar este estigma de subir e cair.

Para você quais foram os principais erros e acertos do America nesta temporada?

- Tínhamos uma consciência muito grande de que iríamos avançar para a fase final do estadual. Só que nos jogos nós não conseguimos desempenhar o mesmo rendimento que a gente teve nos jogos treino, por exemplo. No final, com a subida dos garotos da base, o clube conseguiu ter um rendimento melhor. Os meninos tiveram que entrar e foram muito bem, nos ajudaram muito. O America tem jogadores nas categorias de base que podem render frutos positivos no futuro

Como você avalia a entrada dos garotos da base no time?

-A entrada dos meninos da base foi uma grata surpresa. Não que a gente não soubesse. Os garotos nos treinamentos participavam bem, mas é sempre uma situação que exige muita cautela quando se coloca alguém da base. No nosso caso, entraram quatro da base quase que ao mesmo tempo e eles deram conta do recado. Mostraram que podem lidar com as pressões que o clube possa vir a ter. Esse foi um grande diferencial, e ajudaram muito os jogadores mais experientes, principalmente na linha defensiva.

O que você projeta para o futuro do America para a próxima temporada?

- São quatro meses para se organizar com mais tranquilidade, sem a dificuldade da B1. Formar um time ainda mais competitivo. Esse momento vai ser muito bom para a evolução do clube. O clube tem feito de tudo para cumprir com os seus compromissos. Se fosse jogar a Série B1, a situação poderia ser mais difícil.



COMPARTILHE: