Revés para o Volta Redonda não foi justo aos olhos de Ailton Ferraz. Foto: Raffa Tamburini/America Rio

04/09/2014
´Derrota não condiz com atuação do America´, diz Ailton Ferraz

O America retornou de Volta Redonda com um resultado que não condiz com sua apresentação. Pelo menos este é o pensamento de seu treinador, Ailton Ferraz, após o revés desta quarta-feira (3/9), na quarta rodada da Copa Rio. O comandante americano disse que sua equipe teve mais volume e criação de jogadas que o Volta Redonda e, por isso, merecia ter saído com a vitória do Estádio Raulino de Oliveira.

- Pelo o que desenvolvemos merecemos vencer o jogo e até um empate seria um bom resultado. Não fizemos uma partida brilhante, mas também não fomos mal. Inclusive criamos mais situações de gol do que o nosso adversário. No entanto pecamos no final e cedemos uma oportunidade em uma jogada morta, que ocasionou o pênalti, na interpretação do árbitro. Mas o futebol é isso, às vezes você não marca e acaba sofrendo gols e o revés - revelou o técnico do Mecão.

Deixando a derrota para trás e pensando nos confrontos futuros, Ailton ressaltou um fator positivo na tabela do Mecão: dois jogos seguidos em casa. Ele comentou que o America precisa aproveitar estes duelos e conquistar duas vitórias, e com isso seguirá mais vivo na briga por uma das vagas na segunda fase.

- Temos que levantar a cabeça, porque vamos fazer dois jogos seguidos em casa. E para resolver a nossa situação no campeonato precisamos ganhar as duas. Ainda vou conversar sobre o jogo com os atletas, para a gente corrigir o que errou e tentar vencer o próximo duelo, contra o Audax. Disse para os jogadores que o sinal de alerta já foi aceso, porém temos totais condições de reverter esse quadro - relatou.

Ailton Ferraz complementou seu raciocínio dizendo que os rubros estão totalmente no páreo por uma das vagas na segunda fase da Copa Rio. Apesar de algumas dificuldades enfrentadas até esta rodada, como a impossibilidade de treinar e atuar no Estádio Giulite Coutinho - por conta das obras no mesmo e da recuperação do gramado -, o técnico demonstrou confiança nos bons resultados nas rodadas futuras do certame.

- Sem dúvidas seguimos com chances de classificação. Se vencermos nossos dois próximos jogos ficamos mais perto do nosso objetivo. Não pudemos atuar e jogar no Giulite Coutinho, devidos as obras, e isso dificulta o nosso trabalho. Não quero por a culpa nisso, mas é complicado não ter o nosso caldeirão. Porém temos que superar estes percalços. Eu continuo acreditando, o grupo é bom e, com certeza, se a bola começar a entrar, tudo vai mudar - concluiu o comandante do America.








COMPARTILHE: