Técnico conduziu o America a sua primeira vitória na segunda fase. Foto: Raffa Tamburini/America Rio

23/10/2014
´Foi uma vitória da união do grupo`, afirma Ailton Ferraz

O triunfo americano `tardou, mas não falhou` na segunda fase da Copa Rio. No terceiro compromisso dos rubros no Grupo F do certame, que fechou os jogos do turno, um placar de 1 a 0 sobre o Madureira colocou o America na zona de classificação para a semifinal. Contente com o resultado e a exibição de seus atletas, o técnico Ailton Ferraz disse que a vitória desta quarta (22), em Mesquita, só foi obtida graças a um diferencial: a união do elenco.

- Esse triunfo foi da união do America e não de um nome só. Temos uma equipe unida pela amizade, tanto da comissão técnica, como dos dirigentes e dos jogadores, que se respeitam e se dedicam todos os dias. Os atletas que vem jogando valorizam os que não estão atuando e vice-versa, e os que ficam de fora dos jogos vão para as arquibancadas apoiar o time. Isso nos dá forças nas partidas e foi fundamental para essa vitória - garantiu.

Pelo atual momento da competição e do equilíbrio das equipes, a conquista dos três pontos foi ressaltada por Ailton. O treinador do America reforçou o valor da vitória e relatou.

- Precisávamos triunfar nessa rodada e saí satisfeito pela atitude e pegada do meu time. Dizem que este Madureira (que nos encarou) não costuma ser o titular, mas tem jogadores de muita qualidade, que venderam caro o resultado. Com certeza se não tivéssemos jogado melhor que eles seríamos batidos. Eles atuaram com 10 atletas atrás da linha da bola e nos dificultaram muito. Quem entende sabe que foi um jogo de paciência e perigoso. Por isso temos que comemorar esses três pontos - concluiu.

Treinamentos

Nesta manhã (23) os rubros fizeram musculação e realizaram um trabalho de transferência, na academia do Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita. Na sexta (24), também no mesmo período, os americanos farão um treino técnico no Centro de Futebol Zico.

Motivo do corte

O goleiro Felipe foi substituído por Henrique horas antes do duelo com o Madureira. O motivo foram dores no músculo adutor da perna direita, sentidas na véspera do confronto. O arqueiro não participou dos treinos e fez sessões de fisioterapia com o fisioterapeuta do America, Steve Costa.


COMPARTILHE: