Zagueiro em ação na Série B de 2015. Foto: Sandro Vox/America Rio

23/04/2015
Fábio Braz aprova resultado e manutenção da vantagem na primeira semifinal

Na noite desta quarta (22), o America mediu forças com o Americano no jogo de ida da semifinal da Taça Santos Dumont. O jogo terminou 0 a 0 e o resultado manteve a vantagem do Rubro, que avança para a final com, no mínimo, um empate no jogo de volta, no sábado (25), em Mesquita. O equilíbrio no confronto e a manutenção do ´benefício`, fez o zagueiro americano Fábio Braz aprovar o resultado obtido no Aryzão.

- Diante das circunstâncias (foi um bom resultado). Sabíamos que seria difícil. Jogamos para vencer, para conquistar o resultado positivo. Não conseguimos, mas está de bom tamanho. A equipe do America brigou do início ao fim. Infelizmente não conseguimos triunfar, entretanto a gente leva um empate importante para casa. Com ele podemos tentar a classificação para a final da Taça Santos Dumont no jogo de volta, diante da nossa torcida - relatou.

Além do contentamento com a manutenção da vantagem, o zagueiro exaltou a atuação da equipe americana, especialmente na parte defensiva, já que os rubros completaram o terceiro jogo seguido sem sofrer gols. Para Fábio Braz, se o Mecão mantiver o mesmo nível de entrega na segunda semifinal, se impondo e atuando compenetrado em conseguir avançar para a decisão, não será derrotado pelo Americano no jogo de volta.

- O Americano tem uma equipe boa, que briga até o final. Mas eles só vão conseguir jogar e obter êxito se a gente não marcar forte. Se conseguirmos impor nosso ritmo, aliado com força de vontade, não perderemos para ninguém e nem ficaremos devendo para qualquer time do Campeonato Carioca. Saio satisfeito com a atuação do America, mas não tem nada definido. Contudo temos que exaltar a força de vontade, a pegada e a qualidade do nosso grupo. Agora temos que descansar para buscarmos a classificação no próximo sábado (25) - finalizou.

Treino

Nesta quinta (23), pela manha, os rubros realizaram treinamentos no Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita. Os atletas que disputaram ao menos 45 minutos do duelo contra o Americano fizeram um trabalho regenerativo. O restante do elenco participou de uma atividade técnica - dois toques em campo reduzido. As atividades duraram uma hora.


COMPARTILHE: