03/06/2014
Ato público se torna marco na história do America


O America deu um grande passo em direção a sua reestruturação, ao ressurgimento e a sua sobrevivência como uma das maiores potências do futebol nacional. O Ato Público no auditório da ABI (Associação Brasileira de Imprensa), no Centro do Rio, noite desta segunda-feira (2/6) foi, sem dúvida, um marco na história do rubro. Diversas figuras importantes dos três poderes, legislativo, executivo e judiciário, dirigentes de outros clubes e pessoas influentes no futebol carioca e brasileiro, embasaram o discurso do presidente Léo Almada, e enfatizaram que Mecão está no caminho certo para se reerguer.
- Assumi o America à beira da falência. Dívidas e um patrimônio totalmente deteriorado. O Estádio Giulite Coutinho, a nossa sede de Campos Salles e o CTL do KM 18 da Washington Luiz se encontravam em situação calamitosa. Estou me dedicando, junto com pessoas da minha confiança, 24h ao clube, em detrimento da convivência com a minha família e das minhas finanças, já que invisto no America para ajudar a mantê-lo com as contas em dia. Por isso tenho plena certeza de que este Grupo de Trabalho e este novo projeto para a sede – na qual o clube cederia o espaço da Rua Campos Salles por alguns anos, sem vendê-lo, onde seria erguido um shopping e construída uma nova sede americana no mesmo espaço, e o America receberia uma quantia no período da construção além de um percentual em tudo o que fosse arrecadado pelo novo empreendimento – é a solução mais que viável para a sobrevivência do clube – endossou Léo Almada.
Reforçando as palavras do presidente americano, Sidney Santana, presidente do Grupo de Trabalho que vai coordenar as propostas e os projetos para a construção da nova sede do America, esmiuçou as premissas, as intenções e os objetivos do grupo que manterá tudo – relacionado a construção da nova sede social americana – às claras para os sócios, torcedores e amantes do clube. Tudo embasado nas atitudes tomadas por este grupo que, por exemplo, contratou uma auditoria para conhecer a real condição da dívida americana e dedica informações sobre todos os acontecimentos relacionados a construção da nova sede no site oficial do America Football Club.
- Nossa missão é tornar claros nossos ideais e objetivos quanto ao trabalho do grupo que está sendo realizado. Visando disponibilizar aos nossos sócios, torcedores e amantes do America, a melhor solução possível para a nova sede social do clube. Para tanto, nosso trabalho está alicerçado em pilares como a ética, transparência, competência, objetividade, entre outros. Ao iniciarmos nosso trabalho quisemos, antes de tudo, termos precisão na realidade econômica e financeira do clube e, por isso, contratamos uma empresa independente de renome no mercado de auditoria. É importante salientar que a edificação da Sede Social não implicará em venda de patrimônio, e sim na construção de uma nova sede social, inserida em um projeto imobiliário arquitetônico benéfico ao clube, moderno e eficaz, que respeitará criteriosamente as premissas definidas pelo grupo de trabalho. O que acreditamos e queremos é termos a solução e executá-la, para o renascimento e vitória do America.
Além de toda a cúpula americana – vice-presidentes, diretores e o Presidente do Conselho Deliberativo do America, o ex-presidente do Flamengo, Márcio Braga, o atual vice-presidente do rubro-negro, Walter D’Agostino, o diretor do Disque Denúncia, Edson Calil de Almeida, Pedro Trengrouse, membro da Comissão de reforma do CBJD/2009 e professor de Direito Desportivo da FGV-RJ (Fundação Getúlio Vargas), e o Deputado Federal Edson Santos foram alguns dos que discursaram, apoiaram a iniciativa americana e sugeriram possíveis soluções que ajudariam, não só o America, mas todos os clubes do Brasil. Zico também se fez presente e representou seu irmão, Edu – maior ídolo da história do America – que se encontra enfermo.