America Football Club
NOTÍCIAS
HOME   |   NOTÍCIAS
16/03/2021
Jogo rápido com Paulo Henrique


Paulo Henrique foi o capitão da equipe contra o Americano, na última rodada da fase preliminar do Cariocão. Foto: Vinícius Lima/AFC

O volante Paulo Henrique será um dos mais experientes e líderes do elenco na disputa da Série A2 do Campeonato Carioca. Com 37 anos e muitas passagens por clubes do futebol carioca, PH, como é chamado, conhece bem o futebol local e será de grande ajuda para a equipe na disputa dessa nova competição. Além disso, auxiliará os mais jogos. Em entrevista, o jogador falou sobre a preparação do time para A2, a relação com os atletas mais jovens e a postura que o Mecão adotará para retornar à elite do futebol carioca.

Chegada ao America

A recepção foi boa. Não só da torcida, mas dos funcionários do clube, os jogadores que aqui já estavam também. Acho que não tenho nada a reclamar do America não. Um clube bom de trabalhar.

Experiência de vestir a camisa do America

Muito boa. Acho que, por eu ser morador de Nova Iguaçu, faz eu conhecer um pouco da história que o America tem. A camisa do America é pesada, somos um clube grande que, infelizmente, está em um lugar que não merece. Então, quando vestimos essa camisa temos a responsabilidade de honrá-la a fim de colocar o America onde ele merece estar de verdade.

Preparação para a Série A2

Agora não. Acho que é diferente. Vai começar bem antes, seja a apresentação ou os treinamentos. Isso é bom porque os jogadores vão se conhecendo melhor, apesar de alguns já se conhecerem, outros estão chegando e terão mais tempo para que possamos nos entender, como a forma em que cada um gosta de receber a bola. Tudo isso influencia muito no decorrer da competição.

Expectativa para disputar a Série A2

É uma competição nova. A gente não sabe como vai ser esse regulamento, se será uma ou duas chaves, não sabemos ao certo. Acho que o próprio Josué vai passar para a gente nos treinamentos a forma como vai querer jogar. Acho que essa experiência nós vamos passar para dentro de campo. Na forma de jogar, na forma de se impor dentro de campo, então isso ocorrerá no dia a dia, depois que iniciarmos a competição, depois que soubermos tudo direitinho em relação ao regulamento, aí vamos buscar colocar isso tudo dentro de campo, a experiência que a gente viveu, seja disputando Seletiva ou Série A ou segunda divisão, com o tempo, e os próprios meninos que forem emprestados, voltarão com um pouco de experiência também. Acho que o mais importante é se impor diante do adversário em campo, independente de quem seja.

Liderança para os mais jovens
Acho que durante toda a minha carreira foi assim, eu sempre fui um dos mais velhos por onde eu passei. Poucos clubes que eu passei e era o segundo ou o terceiro mais velho mas, normalmente, eu era o mais velho do grupo. Então, acho que isso é uma coisa que eu carrego desde quando eu comecei a carreira como jogador profissional de futebol. Portanto, procuro ser eu mesmo no dia a dia, e o que eu puder passar de positivo para os meninos se houver algo errado ou negativo, eu falo. Então, acho que isso já deu para mostrar aos meninos daqui nestes poucos meses que estou no America. Eles me receberam muito bem também, viam a pessoa que sou, portanto, não deve influenciar muita coisa não.

Conselhos para os mais jovens

Eu dou sim, quando eles e até mesmo eu falo com eles, pergunto e peço que falem caso eu esteja errado. Dentro de campo é um ajudando o outro, independente da idade ou do clube que você já passou durante a carreira. Acho que ali é todo o mundo ajudando a todo o mundo.

Recado para o torcedor

A busca por um America aguerrido, que vai correr atrás para que, desta maneira, possamos colocar o America de volta à primeira divisão.

Você pode conferir na íntegra essa e outras entrevistas em vídeo na AmericaTV, nosso canal no Youtube







Rua Gonçalves Crespo, 274 - Tijuca - Rio de Janeiro - Tel.: (21) 2569 2060
Copyright © 2021 Direitos Reservados. Desenvolvido por FelipeAlves.com