America Football Club

America empata com o Olaria e está fora da Copa Rio

Compartilhar
Momento em que Felipe Dias sofre falta dentro da área. Foto: Stephanie Lyrio / AFC
A missão era difícil, mas não faltou empenho para a equipe americana. Após o empate em 1 a 1 com o Olaria, o America se despede da Copa Rio, com a melhor campanha de sua história, desde 1994, quando também foi eliminado na fase semifinal.

A missão era difícil, mas não faltou empenho para a equipe americana. Após o empate em 1 a 1 com o Olaria, o America se despede da Copa Rio, com a melhor campanha de sua história, desde 1994, quando também foi eliminado na fase semifinal. O gol rubro foi marcado por Guilherme, em bonita cobrança de falta rasteira, no canto do goleiro adversário. A lamentar, a arbitragem da partida que não marcou um pênalti claro no fim do jogo e não expulsou o volante Thales, no primeiro tempo.

O jogo

O America veio para a Bariri com a missão de vencer a partida por dois gols de diferença para conseguir a classificação direta para a final da Copa Rio, sem necessitar da decisão por penalidades. Esse desafio fez com que o time começasse a partida indo para cima do adversário em busca de reverter a situação. Logo aos cinco minutos, o Mecão teria a trave no meio do caminho. Em lançamento na área, Yury aproveitou a sobra e lançou novamente à marca da cal. Felipe Dias, vindo de trás, pegou de primeira. Mesmo com o goleiro adversário espalmando o chute forte, a bola explodiu no travessão. A situação ficaria ainda pior aos 12, após o árbitro marcar pênalti para o Olaria. Na cobrança, Léo Pimenta abriu o placar. No lance seguinte, o alvianil quase ampliou, mas Nandão fez a defesa após chute à queima roupa. 

Depois da parada técnica, o America chegaria mais uma vez com perigo com Gutemberg. Em cobrança de falta no ângulo, o goleiro Marcos se esticou todo para espalmar. Até que a pressão gerou resultado. Aos 42, na risca da grande área, Guilherme cobrou falta rasteira, no cantinho do gol, sem chance para o arqueiro. Um chute de muita categoria que empatou a partida e botou o Mecão no jogo novamente. 

Já nos acréscimos, o America partiu em contra-ataque com Andrey, que só tinha um adversário à sua frente, na linha do meio de campo. Como era o último homem, Thales do Olaria, parou a jogada com falta. O árbitro apenas deu cartão amarelo, revoltando todo o elenco rubro, que queria a expulsão do jogador. 

Toda essa situação deixou a partida mais nervosa e o segundo tempo foi de muita disputa no meio de campo, mas poucas oportunidades de gol. Querendo mudar a equipe, Alfredo Sampaio fez mudanças, buscando botar o time para frente. Aos 25, os centroavantes Lipe e Ballotelly entraram nos lugares de Yury e Teteu. As outras alterações foram as entradas de Bonilha, aos 32, além de Vallim e Calebe, quatro minutos depois, nas vagas de Agú, Gutemberg e Guilherme, respectivamente. Com o time mais exposto, passamos a tomar mais sustos, mas a partir dos 40, o America foi com garra buscar o 2 a 1 e mandar a partida para os pênaltis. 

Aos 42 minutos, Calebe cruzou para o centro da área, o goleiro adversário errou o tempo da bola e quase sofreu o gol. A pressão passou a ser intensa com cruzamentos para a área, tendo até a presença do goleiro Nandão, buscando o gol salvador. Aos 46, veio o lance que mais revoltou o torcedor, os atletas e a comissão técnica. Andrey bateu lateral para a área, a bola sobrou para Felipe Dias que antecipou ao zagueiro, que em velocidade, derrubou o capitão rubro. O juiz, próximo da jogada, não marcou o pênalti. A revolta foi geral e após o apito final, selando o placar de 1 a 1, a equipe de arbitragem foi cercada por todo o elenco americano, pela penalidade não assinalada.

Fica o sentimento de frustração, mas o time batalhou até o fim para conquistar a vaga para a final da Copa Rio.

E agora?

O America encerra a temporada 2023 no futebol profissional.

Ficha técnica da partida:

Copa Rio

Olaria 1 x 1 America

Estádio da Bariri – 14h45

America: Nandão, Agú (Bonilha), Brayan, Rodrigo Sabiá, Teteu (Ballotelly), Felipe Dias, GB, Gutemberg (Calebe), Guilherme (Vallim), Yury (Lipe) e Andrey. Técnico: Alfredo Sampaio.

Olaria: Marcos Campos, Yan Silva, Thiago Silva, Anderson Grasiane, Jordan, Michael Rangel, Thales Maciel (Silvano), Léo Pimenta (Paulo Henrique), Victor Santana (Antônio), Caio Hones (Wesley) e Xandinho. Técnico: Wendel Costa.

Cartões Amarelos: Rodrigo Sabiá, Jordan, Gutemberg, Xandinho, Thales, Thiago Silva, Victor e Felipe Dias.

Arbitragem:

Árbitro: Wallace Rogério Rufino de Lima

Árbitro Assistente N° 1: Gabriel Bernardo Duarte

Árbitro Assistente N° 2: Diego Machado da Silva Rocha

Quarto Árbitro: Daniel Wilson Barbosa de Castro

Relacionados

Comunicado

Diretrizes Eleição do Conselho Deliberativo

Gostaríamos de convocá-los para a próxima reunião do Conselho Deliberativo, que ocorrerá no dia 1° de abril de 2024, às 19h, no auditório da SINOREG/RJ, localizado na Rua da Ajuda, 35, 4° andar 1, Centro.

Newsletter

Scroll to Top