America Football Club

Em dia de homenagens aos campeões de 1982, America vence o Artsul em casa

Compartilhar
Matheus Dedo comemora o primeiro gol marcado pelo America. Foto: Vinícius Lima / AFC
No dia em que usamos a camisa em homenagem aos campeões de 1982, o America, por coincidência do destino, ganhou pelo mesmo placar da vitória sobre o Guarani, há 40 anos.

No dia em que usamos a camisa em homenagem aos campeões de 1982, o America, por coincidência do destino, ganhou pelo mesmo placar da vitória sobre o Guarani, há 40 anos. Foi uma vitória para lavar a alma e levar o Mecão a liderança do grupo A. No placar de 2 a 1, os gols foram marcados por Matheus Dedo e Sheldon, cobrando uma falta espetacular. Na próxima rodada, o Mecão encara o Volta Redonda, fora de casa, no estádio Raulino de Oliveira, dia 28, quinta-feira, às 14h45. 

O jogo

Foi um primeiro tempo de poucas emoções. A destacar somente o gol do America. Aos dez minutos, Andrey carregou pela direita, driblou dois adversários e no bico direito da área chutou. A bola sobrou para Matheus Dedo que aproveitou e tocou na saída do goleiro. Nem deu tempo de aproveitar e na jogada seguinte o Artsul empatou com Fabinho. Depois foi um jogo muito pegado, mas de pouca criatividade. 

Na volta do intervalo, o técnico Hermes Júnior fez a primeira alteração: Renan entrou no lugar do meia Romulo. Logo aos dois minutos, o árbitro marcou uma falta na entrada da área. Sheldon pegou a bola, a tratou com carinho e cobrou lindamente, marcando um golaço para o America. A situação ficou mais favorável aos 19 minutos, quando Ruan, meio campo do Artsul, foi expulso após uma falta dura no meio campo. Com um a mais, o America teve mais espaço e aos 25 minutos, Lucas Lima, no bico esquerdo da área, cruzou para Matheus Dedo que matou no peito e de canhota marcou, mas o auxiliar assinalou o impedimento. Hermes fez mais três alterações: Brayan, Sampaio e Cassius entraram nas vagas, respectivamente, de Rhuan, Guilherme e Matheus Dedo. O fim da partida foi de moderada pressão do adversário, mas sem dar trabalho para o nosso goleiro Deola. Fim da partida: America 2 x 1 Artsul.

Tarde de homenagens

Além da vitória, foi um dia de exaltar os campeões dos campeões de 1982. No Giulite Coutinho, alguns atletas e familiares, que conquistaram o troféu há 40 anos, foram homenageados com uma camisa especial da Adidas e uma placa comemorativa. Foram eles: Moreno, Valmir, Serginho, Sérgio Pinto, Zedilson, Isabel – esposa do falecido Airton, Gilsinho – filho do também falecido Gilson Gênio e o Dr. Álvaro Chaves – representando a comissão técnica da época. Foi um reencontro emocionante e que fez o torcedor americano relembrar o principal título de nossa história, o que inspirou os nossos atuais jogadores a conquistarem essa importante vitória.

E agora?

O America joga contra o Volta Redonda, dia 28, quinta-feira, às 14h45, no estádio Raulino de Oliveira, pela última rodada da Taça Corcovado, o segundo turno do Campeonato Carioca Série A2.

Ficha técnica da partida:

America 2 x 1 Artsul

Estádio Giulite Coutinho – 14h45

America: Deola, Rhuan, Caio Pacheco, Sheldon, Marquinho, Franck, Lucas Lima, Matheus Dedo, Romulo, Guilherme e Andrey. Técnico: Hermes Júnior.

Artsul: Carlinhos, Breno, Rafael, Gilberto, Ronan, Vitinho, Jefferson, Ruan, Hudson, Fabinho e Wander. Técnico: Rogério Pina.

Cartões Amarelos: Romulo, Marquinho, Rhuan, Brayan e Deola

Arbitragem

Árbitro: Renato de Souza Andrade

Assistente n° 1: Diogo Neto Corrêa Dique Turco

Assistente n° 2: Vinicius Mendes Teixeira

4° Árbitro: Glauber do Amaral Cunha

Relacionados

Comunicado

Diretrizes Eleição do Conselho Deliberativo

Gostaríamos de convocá-los para a próxima reunião do Conselho Deliberativo, que ocorrerá no dia 1° de abril de 2024, às 19h, no auditório da SINOREG/RJ, localizado na Rua da Ajuda, 35, 4° andar 1, Centro.

Newsletter

Scroll to Top